................ ................ ................ ................

uma ideia na cabeça e um caderno na mão

Por Thiara Ney

"Um empreendedor é uma pessoa que imagina, desenvolve e realiza visões". Filion (1991)

A frase acima representa muito bem meu jeito de ser. Sou cheia de ideias, e se pudesse criaria um negócio novo a cada dia. Costumo dizer que acho muito ruim essa coisa de ter uma vida só de cada vez para administrar, pois há tantas coisas que eu gostaria de fazer, e infelizmente acabo tendo que escolher. Podem acreditar, eu gostaria até de ser piloto de avião. O.o

Me considero uma empreendedora nata, do tipo que tem vontade de fazer negócio com tudo o que vê pela frente. E isso vem desde pequena, quando fazia cintos de miçanga para vender no trabalho, ou passava as aulas tricotando cachecóis e vendendo para as amigas.

Mas o que vim falar mesmo é que sei que muita gente tem várias ideias na cabeça, e acaba sempre parando no "por onde começar". Qual o primeiro passo a dar para começar um negócio? É desenvolver o produto, criar um blog, ter uma loja física, uma loja online? Quais passos seguir?

Longe de mim querer dar uma regra. Só quero mesmo é compartilhar como funciona para mim. Então, se você tem uma ideia na cabeça, agarre um caderno e bora pensar.


Meu primeiro passo é sempre colocar todos os detalhes no papel. É um tipo de brainstorm particular, em que discuto comigo mesma cada detalhe. Não basta ser perita na produção, é preciso ter organização e entender de outros temas. Me pergunto e anoto então:
  • O que exatamente que vender? Qual será meu portfólio inicial?
  • Quem é a concorrência?
  • Quais os custos diretos de meu produto?
  • Quais os custos fixos da minha empresa? Terei que comprar alguma máquina, por exemplo, ou um novo computador?
  • Onde gostaria que meu produto fosse vendido? Como farei meu produto chegar nesses lugares?
  • Qual a minha meta de produção? Qual minha meta de vendas?
  • Qual o diferencial do meu produto? Porque vão comprar de mim e não do concorrente?
  • Como farei com que os potenciais clientes conheçam meu produto?
  • Vou trabalhar sozinha ou terei sócios? Se tiver sócios, como será a divisão de tarefas?
  • Quais as pessoas que vão se interessar pelo meu produto? Quanto elas estão dispostas a pagar?
As perguntas não precisam ser todas respondidas nesse primeiro momento, mas ajudam a guiar meu pensamento para os pontos que ainda precisam de respostas. Começo então minha pesquisa sobre o mercado que pretendo atuar, e anoto tudo nesse mesmo caderno. Em algum tempo ele já parece uma bíblia, mas é justamente ali que está toda a informação que preciso para começar a formatar uma estratégia para o meu negócio. Mas isso já é papo para outro post...

E para você, como foi ou como é o início de seu handmade business? Se fez todas essas perguntas? Tinha a resposta para todas elas antes de começar? Se não, ainda dá tempo! Que tal começar agora?