................ ................ ................ ................

série { bazar sem medo }: 2. fazendo as ideias acontecerem

Por Ingrid Nirve
{ Estúdio Fina Flor }

No sábado passado você conferiu o primeiro post da série Bazar Sem Medo. Agora chegou a hora de anotar a segunda leva de dicas para produzir um evento promissor. Papel e caneta na mão e vamos adiante.

 { créditos :: ingrid nirve }

SOZINHA OU ACOMPANHADA?
Qual a melhor opção: encabeçar um projeto de vendas completamente sozinha ou contar com outras artesãs? A escolha tem pros e contras. Para ajudar, seguem alguns pontos que devem ser levados em consideração.

Organizando um bazar sozinha, Prós
. O lucro total do bazar será seu.
. Você não vai depender da produção de ninguém. Então não há porque se preocupar com os prazos de outras pessoas.
. Os seus produtos terão total destaque.

Organizando um bazar sozinha, Contras
. A divulgação do evento vai depender somente de você. Caso você não tenha muitos contatos, este será é um ponto negativo;
. Se o bazar é só seu a produção é só sua. Logo, seu lucro depende exclusivamente da sua produção. Se você falhar, ninguém vai te socorrer;
. O mix de produtos não será tão diversificado. Isso acontece mesmo que você tenha produtos de frentes diversas. Afinal, você não trabalha com tudo.

Organizando um bazar acompanhada, Prós
. Você pode vender seus produtos e cobrar uma taxa – ainda que simbólica – em cima dos produtos das demais participantes. Se resolver cobrar a taxa, deixe isso bem claro para todas as envolvidas e decida se o valor cobrado será único ou se vai incidir sobre os produtos vendidos.
. Com um mix de produtos variados fica mais fácil atrair clientes. Quem não gosta de acessórios gosta de papelaria, por exemplo.
. Na hora de divulgar o evento tudo vai ficar mais fácil, pois além da sua lista de contatos vai haver também as listas de contatos das demais participantes.
. Em um bazar “colaborativo” todas podem participar, dando ideias que você talvez não tivesse sozinha.

Organizando um bazar acompanhada, Contras
. Todas as participantes têm que cumprir prazos para que tudo dê certo no dia, mas nem sempre isso é possível.
. Organizar tudo não vai ser tarefa fácil. São mais produtos, mais tabelas e muito mais trabalho.
. Seguindo o bom senso, a disposição dos produtos não deve favorecer ninguém, o que pode ser ruim para os seus produtos.

Ainda falando sobre prós e contras de organizar um bazar acompanhada: se o espaço onde o bazar vai acontecer é pequeno o ideal é que as suas parceiras crafts não fiquem todas por lá ao mesmo tempo. Nesse caso, escolha uma ou duas parceiras para lhe ajudar e deixe claro para as outras que elas estão mais que convidadas, mas que o ideal é que elas não fiquem o tempo todo por lá. Afinal, o espaço é pequeno e isso pode dificultar o vai e vem de clientes. Mas vê lá! Se tiver que falar sobre isso, que fale com carinho.

LISTA DE CONVIDADOS
A lista de convidados sempre funciona como termômetro para qualquer evento. Com um bazar não é diferente. Coloque no papel o nome das pessoas que gostaria de convidar e escolha se vai fazer o convite via e-mail, carta ou telefone. Você também pode fazer o convite pessoalmente, mas é importante ter algum tipo de reforço, pois com o corre-corre os convidados podem esquecer a data do evento.

Se possível separe a lista de convidados em grupos. Por exemplo: grupo A, B e C. Digamos que para o grupo A o convite será enviado via e-mail porque você sabe que estas pessoas vivem conectadas. Para o grupo B o convite também vai via e-mail, mas um reforço será feito através do telefone, porque você tem mais proximidade com estas pessoas. E para o grupo C o convite vai via correios porque estas pessoas são formadoras de opinião e vale a pena impressionar.

 { créditos :: ingrid nirve }

DIVULGANDO O EVENTO
Você já tem a lista de convidados e já escolheu como vai abordar cada um deles. Agora é hora de convidá-los de fato e também de divulgar o evento. O convite por si só já faz parte da divulgação, mas não é tudo. Envie releases falando sobre o bazar para todos os meios de comunicação que conseguir. Mobilize as amigas que têm blogs e, caso você decida fazer um bazar na companhia de outras moças prendadas, lembre de usar a rede de contatos delas também.

Se o seu bazar vai acontecer em casa analise se vale a pena colocar alguns cartazes falando sobre o evento em locais próximos, como padarias, supermercados, etc. Isso pode levar clientes curiosos até lá.

Agora, se o seu bazar vai contar com uma estrutura maior, nem pense duas vezes! Faça cartazes e, se possível, panfletos e deixe estes materiais em lugares de grande movimento.

DETALHES IMPORTANTES
1. Nunca divulgue o seu evento com muita antecedência, no entanto também não deixe para a última hora. Comece a divulgação com duas semanas de antecedência e reforce a mensagem na semana em que o evento vai acontecer. Para não se perder, siga o esquema abaixo.

Duas semanas antes: comece a divulgação.
Uma semana antes: reforce a divulgação no início da semana. Se houver alguma promoção especial para divulgar, este é o momento.
Dois dias antes do bazar: envie um e-mail para a sua lista de contatos avisando que faltam apenas dois dias para o bazar.
Um dia antes do bazar: envie outro e-mail para a sua lista de contatos avisando que o bazar acontece neste dia.

2. Deixe claro nos convites e em todo o material de divulgação qual será o tipo de pagamento aceito no bazar (dinheiro, cartão de crédito e/ou débito ou cheques). Isso é muito importante. Já pensou se alguém chega lá disposto a levar tudo, mas não pode porque pensava que você aceitaria cartão?

AGUARDE MAIS DICAS NO PRÓXIMO POST
Enquanto isso aproveite para comentar e compartilhar as suas experiências. O Assim, Sim! quer saber: você já fez um bazar?