................ ................ ................ ................

série { já tenho um negócio! } : 3. mas como sei a que preço vender meus produtos?

Por Thiara Ney

{ créditos :: coisinhas de marcinha }

Para entrar no mercado e ganhar clientes, muitos novos micro-pequeninos empreendedores acreditam que precisam participar de uma guerra de preços, e precificam seus produtos muito abaixo dos valores praticados no mercado. Entretanto, essa não é uma boa estratégia. Veja porque:

- Para qualquer empresa é muito importante vender no início, mas precisamos lembrar que é igualmente importante vender no futuro. Não adianta jogar os preços lá embaixo e criar uma situação insustentável a médio e/ou longo prazo. É muito importante que você precifique seu produto de acordo com o que eles realmente valem, para que você possa continuar vendendo e lucrando por muito tempo.

- Valorize seu produto. Ao oferecer um produto similar com preço muito abaixo do mercado, você pode incitar o cliente a reconsiderar a qualidade que seu produto apresenta. Ele pode pensar: "Será que o tecido usado vai desbotar na primeira lavagem?" ou "Será que o equipamento de fotografia que ele usará será realmente bom?". É claro que não é regra, e nem todo produto com preço abaixo do mercado tem qualidade inferior. Você pode simplesmente ter conseguido preços e condições melhores na compra da matéria-prima, e por isso tem a oportunidade de oferecer o produto a um custo mais baixo. Entretanto, se esse for o seu caso, vale lembrar nossa primeira dica no post Como faço para dar certo?: cada R$ 1 economizado na compra é R$ 1 somado diretamente ao lucro. Dessa forma, economizar nas compras nào significa que você deve oferecer seus produtos com menores preços, e sim melhorar sua rentabilidade.

- Não faça do preço baixo seu único ou principal diferencial. Se os custos baixaram e sua rentabilidade está acima do esperado, aproveite a graninha extra para investir na empresa. Novos acessórios e máquinas podem diminuir os custos da produção e aumentar ainda mais seu lucro. Além disso, faça a diferença oferecendo atendimento diferenciado, produtos de qualidade ou até mesmo investindo em uma embalagem mais charmosa.

Seguindo estes passos você estará valorizando seu produto e trabalhando de acordo com o mercado, para obter espaço entre seus concorrentes, de forma saudável e progressiva.

E você, concorda ou discorda? Comente e participe dessa discussão!
Na próxima semana vamos falar de competição. Você sabe calcular o preço de venda básico de seu produto? A gente explica! Espero vocês.