................ ................ ................ ................

série { bazar sem medo }: 3. mais dicas para o grande dia

Por Ingrid Nirve
{ Estúdio Fina Flor }

Chegamos ao terceiro post da série Bazar Sem Medo. Pronta para turbinar o seu evento com mais dicas? Então acomode-se bem e boa leitura.

USANDO AS REDES SOCIAIS
As redes sociais são ótimas aliadas na hora de divulgar o seu evento. E o melhor: sem gastar nenhum tostão. Então, mãos a obra! Crie uma agenda do evento no Facebook, divulgue no Twitter, avise aos colegas via Orkut, poste um banner no Flickr e lance mão de todas as ferramentas que estas redes oferecem. Mas atenção: use o bom senso para não falar sobre o evento o tempo todo. Caso contrário você vai acabar recebendo o apelido de chata virtual e o seu bazar vai por água a baixo.

PARA AS AMIGAS
Se houver tempo, crie um convite especial para as suas amigas mais próximas. Parece bobagem, mas é legal dar atenção especial a elas. Isso também vale para os parentes próximos, tá?!

 { crédito :: natalia valle }

CRIANDO PROMOÇÕES
Que tal criar uma promoção especial para alavancar o número de clientes? Você pode fazer um ou mais sorteios envolvendo as pessoas que aparecerem por lá ou pode usar outros critérios. Por exemplo, no caso do sorteio, você pode criar uma mecânica em que somente os clientes que comprarem acima de x reais podem participar da brincadeira. Ou ainda, pode criar uma promoção em que levando acima de x produtos ou de x reais o cliente ganha y% de desconto. Use a imaginação e crie algo realmente legal.

Outra sugestão é usar vales de desconto. Para fazer isso basta enviar uma newsletter para os seus clientes avisando que levando a news impressa eles ganham x% de desconto nas compras acima de y reais.

PREÇOS
Crie um mix variado de preços e produtos. Dessa forma você vai conseguir atrair clientes que podem pagar muito e clientes que só podem pagar pouco, mas que ainda assim podem pagar. Vendendo itens de baixo valor você ganha no montante e isso pode fazer uma diferença enorme no quesito lucro.

{ créditos :: ingrid nirve }

ETIQUETANDO E ORGANIZANDO
Um ou dois dias antes do bazar (isso vai depender da quantidade de produtos que serão colocados à venda) precifique todos os produtos. Todos mesmo. Se houver uma série de produtos com o mesmo preço, faça plaquinhas maiores com o valor daqueles itens e não esqueça de colocar a palavra “cada” abaixo da descrição.

Precificar tudo o que será vendido facilita o momento da compra, uma vez que os clientes não terão que perguntar o tempo todo quanto vale aquele produto que eles estão paquerando.

Se o seu bazar vai contar com produtos de outras pessoas, peça a lista de preços antecipadamente e deixe as etiquetas prontinhas. Quando os produtos chegarem é só etiquetar. No caso de um bazar com muitas marcas também é interessante criar plaquinhas com o nome ou logotipo de cada parceiro(a) para identificar melhor os produtos.

Depois de precificar é hora de organizar os produtos. Procure organizar os itens à venda nesta ordem: 1. Marca (se o bazar tiver mais de um expositor); 2. Tipo (bolsas de mão, nécessaires, estojos, por exemplo); 3. Tamanho (produtos maiores atrás e produtos menores na frente); e 4. Cor (organize tudo de forma harmônica).

Não esqueça, ainda, que amontoar produtos dificulta a visualização. Tenha em mente a altura média em que os produtos precisam ser expostos e deixe um espaço entre um item e outro para que os produtos possam “respirar”. Se existem muitas bolsas de um só modelo, por exemplo, escolha três de cores diferentes para expor. Conforme elas forem vendidas, reponha o mostruário. Dessa forma os seus clientes vão visualizar os produtos mais claramente e, além disso, vão ficar tentados a levar o que gostarem no ato, afinal há “poucas” unidades. É isso que as lojas de luxo fazem, já notou?

 { crédito :: natalia valle }

CAIXA
Precificar é parte importante, mas não é tudo. Para facilitar o pagamento e o fluxo de caixa é interessante ter a mão um computador com tabelas de todos os produtos e seus valores. Use seus conhecimentos em Excel e faça tabelas com cálculos pré-determinados de modo que ao vender um produto você só precise alterar a quantidade que ainda está à venda no bazar. Isso facilita muito.

Dá pra fazer um caixa manual? Dá! Mas você terá muito mais trabalho depois... E cá entre nós, depois de um longo dia você não vai querer ter trabalho, vai?

Preocupe-se também com o troco, que geralmente é um problema. O caixa deve ter notas de dois, cinco, dez e vinte reais além de muitas moedas. Como conseguir dinheiro trocado não é lá tão fácil, organize-se ao menos uma semana antes. Quanto mais moedinhas conseguir, melhor.

Outros itens indispensáveis para o caixa: calculadora, papel, caneta, bobinas (se você tiver máquina de cartões), clipes, ligas para separar as notas e potinhos para as moedas.


MIMANDO OS CLIENTES
No dia do bazar é sempre bom oferecer um lanchinho simpático aos seus clientes. Muitas vezes eles vêm direto do trabalho, ou ficam muito tempo conversando e olhando os produtos e acabam com fome. Saiba que com o estômago vazio seus clientes não vão comprar tanto quanto comprariam se estivessem confortáveis com a barriga. Essa regra só muda se o seu bazar tem foco na alimentação, porque quando com fome nós compramos mais comida.

Parece bobagem, mas é a mais pura verdade, confirmada por grandes livros de marketings inclusive. Então, trate de oferecer um lanchinho bem gostoso. Não precisa ser nada muito caro. Um mix de biscoitinhos, bolos ou salgados, sucos, refrigerantes e água já é mais que suficiente.

A melhor dica no quesito lanche é: prefira opções que possam ser comidas com a mão, como biscoitos e salgadinhos, por exemplo. Assim você pode dispor tudo em um lugar só e não vai se preocupar com talheres, pratos e outros itens. Lembre de deixar guardanapos e copos próximos aos comer e bebes.

Além do lanchinho, é de bom tom oferecer mimos para os seus clientes. Assim eles vão lembrar do evento por muito mais tempo. Escolha um mimo baratinho, que sirva tanto para homens quanto para mulheres. Um marca página, por exemplo, resolve bem.

AGUARDE
Mais dicas esperam por você no quarto post da série, que vai ao ar no próximo sábado. Por hora que tal comentar as dicas que você já viu até aqui?