................ ................ ................ ................

série { bazar sem medo }: 4. dicas que vão fazer a diferença

Por Ingrid Nirve
{ Estúdio Fina Flor }

No início da série Bazar Sem Medo você acompanhou dicas importantes para dar o ponta pé inicial na produção do seu evento. Agora, chegou o momento de anotar ideias que podem fazer a diferença, mas que nem sempre são colocadas em prática. Vamos lá?


EMBALAGENS E AFINS
Quando se faz um bazar o objetivo é vender, certo? E não dá pra imaginar seus clientes saindo com um monte de compras nas mãos, sem sacolas ou embalagens de compra, correto? Anote isso no item “compras” do seu “plano de ação” e não deixe que faltem sacolas em hipótese alguma.

Para além disso, decida se você vai trabalhar com dois tipos de sacola; uma para presente e outra para compras comuns, por exemplo. E ainda se as sacolas serão personalizadas com a marca do evento, sua marca ou qualquer outra informação.

A sacola de presente, caso assim você queira, pode ser paga. Isso vale principalmente se a data do bazar estiver ligada a alguma festividade, como o Natal, por exemplo. Nestas ocasiões é quase certo que os seus clientes vão preferir pagar um tantinho a mais por uma embalagem especial, afinal, os presentes merecem atenção. No entanto, lembre de cobrar um valor justo. Nada de colocar preços absurdos em uma embalagem que, no fundo, tem como objetivo valorizar ainda mais o seu bazar, combinado?!

{ créditos :: ingrid nirve }

ESPAÇO KIDS
Já reparou que muitas lojas com foco no público adulto têm um espaço voltado para as crianças, com brinquedinhos, muitos lápis e folhas para desenho? Agora, você já se perguntou por que as lojas têm essa preocupação? A resposta é simples: se as crianças estão distraídas as mamães ficam tranqüilas e podem comprar sem presa; e sem presa no momento da compra quer dizer que o seu cliente pode levar bem mais para casa do que levaria se estivesse correndo.

Ok, agora você pergunta: “vou fazer o bazar por um dia, na minha casa. Preciso mesmo me preocupar com isso?”. A resposta é: sim. É importante pensar em todos os detalhes que envolvem a compra dos seus produtos, mesmo que o evento só dure um dia. Mas não se preocupe. Você não precisa de uma grande estrutura para criar um “Espaço Kids”. Bastam papéis em branco, canetinhas coloridas e alguns joguinhos - que você pode pegar emprestado dos seus filhos ou de alguém que tenha filhos – e pronto, os pequenos terão com o que se distrair e as mamães poderão comprar com tranquilidade.

{ crédito :: ingrid nirve }

PLAYLIST
Quer garantir animação de sobra para o seu bazar? Então lance mão de um playlist. Mas vê lá em, o playlist tem que ser feito especialmente para o evento... Nada de rádios ou CDs que se repetem sem parar.

Crie uma seleção bacana, que misture vários estilos e ritmos. Pense o seguinte: o seu bazar terá “altos e baixos” no que diz respeito ao movimento. Em alguns momentos vai haver muita gente e em outro não vai haver quase ninguém, no entanto é importante deixar o espaço “aquecido” o tempo todo e a música pode ser sua grande aliada neste sentido.

Vamos sair da esfera “bazar” para entender melhor o que tudo isso quer dizer. Você já reparou, por exemplo, que os supermercados usam música? Agora, já reparou como eles usam a música?

Vamos lá, tente lembrar... Quando você vai às compras e o supermercado está vazio é normal escutar músicas tranquilas. No entanto se você vai às compras quando o supermercado está lotado ou perto de fechar a música é agitada. Mas, por quê? Será mera coincidência? Não, definitivamente não. Por mais estranho que possa parecer a música também é uma ferramenta de vendas, quando usada da maneira correta. Vamos entender como isso funciona então?

Quando escutamos músicas calmas costumamos desacelerar. Sendo assim, nos preocupamos menos com outros compromissos e podemos dar atenção àquilo que estamos fazendo no momento. Voltando ao supermercado... Se o fluxo de pessoas nos corredores é menor o ideal é optar por músicas mais tranquilas para fazer com que os clientes “percam mais tempo na loja” e consequentemente comprem mais, bem mais.

Agora, se o fluxo estiver muito grande acontece o contrario: o supermercado coloca músicas mais agitadas. Talvez você pergunte, não seria melhor colocar músicas relaxantes também para que mais pessoas comprassem um número maior de itens? Pela lógica, sim. Mas há outros fatores que estão em jogo quando o supermercado está muito cheio, como filas enormes, tempo de espera para ser atendido, etc. Sendo assim, quando o supermercado está lotado a música tem o papel de acelerar as pessoas... A idéia é que elas comprem o que tem que comprar de forma rápida, sem perder muito tempo passeando pelos corredores. Quando acelerada a música também funciona para os funcionários, que tendem a fazer seu serviço mais rápido. Assim a fila anda e os clientes não vão embora por causa do tempo de espera, por exemplo.

Voltando para a “esfera” bazar... Pense como você pode tirar proveito destas informações para movimentar o seu evento, acelerando e desacelerando sempre que preciso. Lembre de criar um playlist com músicas relaxantes, animadinhas e super animadas e vá controlando o fluxo musical de acordo com o movimento do evento. Se estiver vazio coloque músicas mais calmas e se estiver lotado coloque músicas mais animadinhas.

Ah, claro! Não deixe o som muito alto nem escolha músicas relaxantes demais. O caminho do meio, até mesmo na música, é sempre o melhor.

{ crédito :: lugastal }

DECORANDO O AMBIENTE
No post três desta série já falamos sobre a importância de um ambiente organizado, com produtos separados por tipo, cor, preço, etc. Isso é fundamental. Mas você pode (e deve!) ir além.

Procure decorar o ambiente de compras, deixando-o visualmente interessante. Este tipo de técnica é comumente usada em vitrines, para chamar a atenção do público.

Para não gastar muito com isso use itens que você já tem em casa, como plantas, vasos bonitos, máquinas de escrever (alguém aí tem uma?) e qualquer outro item bacanudo. Também é possível criar artigos decorativos com papel, bexigas e outros apetrechos. Tudo baratinho e fácil de encontrar.

FIQUE DE OLHO
O último post da série Bazar Sem Medo vai ao ar no sábado que vem. Nele, você vai conferir dicas para o grande dia e também para o momento pós-bazar. Acompanhe!