................ ................ ................ ................

{ erros } que você deve evitar a todo custo . 01

Cissa Chiarini


{ créditos :: melaine louette }

Refletir sobre os erros que cometemos e procurar soluções para não repeti-los é muito importante e um exercício de paciência e responsabilidade. Assim como é importante também errarmos nos nossos negócios, para podermos aprender o que fazer. Mas muitas vezes podemos nem saber que estamos errando e pensando nisso preparei esse post com alguns dos erros mais comuns que podem estar atrapalhando o crescimento do seu negócio.

Meu conselho é que você pegue um papel e uma caneta e vá anotando as ideias que lhe ocorrer enquanto lê esse post, que está dividido em duas partes (amanhã já publico a segunda!). Depois, procure encontrar pelo menos uma solução para cada conflito que identificar. Isso vai organizar suas ideiais e ajudar a encontrar um novo caminho para o seu negócio. Preparados?

O QUE VOCÊ QUER DO SEU NEGÓCIO NÃO ESTÁ BEM DEFINIDO
O que você quer do seu negócio? Ele é um hobby de final de semana ou um empreendimento que você vê crescendo a cada ano? Pense sobre isso e faça uma lista dos objetivos que deseja alcançar para o seu negócio. Mesmo que ele seja um hobby de final de semana, você pode ter o objetivo de lançar um produto diferente a cada mês, por exemplo. Coloque isso no papel! Seu negócio é um empreendimento? Então coloque quais serão suas ações para fazê-lo acontecer.

O que fazer? Reserve pelo menos um dia no mês para analisar detalhadamente tudo o que aconteceu relacionado ao seu negócio. Estude a quantidade de visitas na sua loja/blog, de onde vieram, quais os posts que mais gostaram e interagiram, analise as vendas, seus gastos e faça seu planejamento para o mês seguinte. São essas informações que te darão base para criar campanhas de marketing, lançamentos de novos produtos, ideias para próximos posts, ideias de onde anunciar. Aproveite também para rever se tudo está de acordo com os objetivos que listou ao definir o que você espera do seu negócio.

VOCÊ ACREDITA QUE DEVE CONQUISTAR TODOS OS CLIENTES DO MUNDO
Para quem são os seus produtos? É normal a gente querer atender todos os clientes que conseguirmos e mais um pouco, apesar de não ser uma boa ideia para o seu negócio. Cada negócio atende uma necessidade especial de um cliente também especial. Já falei isso aqui no blog, mas vale repetir: querer ser tudo para todo mundo só vai fazer você ficar estagnada e não conseguir atender ninguém direito.

O que fazer? Você vende produtos para bebês, como eu? Então concentre seus esforços de marketing e vendas para atingir as novas mamães. Esteja onde elas estão! Faça parcerias com blogs que tenham as novas mamães também como público-alvo, crie um Twitter ou uma Fan Page para divulgar temas relacionados a esse universo e criar uma ambiente de gostoso de conversa e troca de informações, use uma linguagem e tenha uma identidade visual que crie identificação com esse público. Assim você vai atingir quem realmente importa, certo?

SEUS PRODUTOS NÃO TEM VALOR AGREGADO
E eu não estou falando só de preço, mas da relação dele com toda a percepção que seus clientes tem da sua marca e de seus produtos. É esse valor que está agregado ao seu produto que vai fazer seus clientes voltarem e terem vontade de falar do seu negócio para as pessoas, pois querem que elas tenham a mesma experiência positiva que ele teve.

O que fazer? Agregar valor ao seu produto. Isso funciona assim: você vende uma bolsa por R$ 120,00, mas não existe bolsa parecida com a sua no mercado, ela é feita com tecidos de qualidade, durabilidade, diferentes e criativos, pode ser personalizada, vem em uma embalagem linda e, principalmente, foi criada pensando no dia-a-dia de uma mulher que tem que carregar muitas coisas para passar o dia fora. Além disso, você tem uma marca muito bem vista no mercado pela criatividade e inovação e oferece um atendimento impecável às suas clientes. Ou seja, seu produto tem muito valor. Se você trabalha com o foco no cliente, pensando no que ele precisa, vai saber o que fazer na hora de criar um produto que não seja só um produto, mas que tenha toda esse significado que mistura o que o cliente pode pegar e ver com o que ele pode sentir.

Para que a falta de valor não ronde o seu negócio, você tem que se empenhar em não errar também no quarto erro, que você confere qual é amanhã!

Enquanto isso, conte para a gente quais erros já identificou no seu negócio e o que fez para resolvê-los.