................ ................ ................ ................

{ palavras } que vendem

Por Esther Gasciarino
ScrapStuff }

{ conheça a galeria december sun }

Esse artigo também é sobre otimismo.

Preste atenção nas palavras que você fala ou escreve. Seja na sua loja, no seu blog ou até mesmo no Twitter ou Facebook (se você utiliza estas ferramentas para divulgar seu negócio ou produto) você precisa estar atento ao modo como escreve.

Você pode não ter percebido, mas o jeito como escreve pode determinar a imagem que o cliente vai ter de você. E isto pode te ajudar muito nas vendas. Não vamos abordar nesse artigo as conseqüências dos erros de português no material que você publica. Eles são péssimos para o seu negócio e você já sabe disso. Vamos abordar o tipo de linguagem utilizada e como ela pode ajudar. Vou tentar mostrar com alguns exemplos como pequenas atitudes podem fazer uma grande diferença.

Se você trabalha com produtos sob encomenda e faz um contrato de prestação de serviço (onde você especifica tudo o que foi contratado), experimente pedir para seu cliente aprovar o orçamento ao invés de assinar um contrato. Da mesma maneira, peça para seu cliente fazer um depósito ao invés de fazer um pagamento. Pessoas preferem investir ao comprar.

Outro exemplo é a utilização da palavra “não”, que por si só já carrega uma dose enorme de negatividade. Você prefere conhecer estes produtos: “Não deixe de conhecer os lançamentos que acabaram de chegar em nossa loja”? Ou estes aqui: “Venha conhecer agora mesmo os lançamentos que acabaram de chegar em nossa loja!”. Se você escolheu a segunda opção, já está entendendo o que estamos querendo dizer pois com certeza é a opção que vai direcionar mais clientes pro seu negócio.

Chamar o cliente pelo nome também vende mais. O cliente sente que tem sua atenção e você é importante para ele. Preste atenção: tenha todo o cuidado do mundo para não escrever errado o nome dele! Isso acontece direto com meu nome e confesso que tenho uma péssima impressão de quem faz isso. É um detalhezinho de nada, uma letrinha faltando no nome do cliente que pode estragar tudo o que você se esforçou para conquistar. Quanto acontece de o vendedor escrever meu nome errado, a imagem que tenho dele é de uma pessoa desleixada, desatenta (que em algum ponto da venda vai cometer outro erro no meu pedido), sem contar que me sinto como a cliente menos importante do mundo. E eu não faço isso por querer. É meu subconsciente que dispara tudo isso, no automático.

O subconsciente do cliente precisa ser tratado com muito respeito. Ele é tão importante que nos estudos de marketing existem matérias como psicologia do consumidor que tratam a fundo deste tema. Memorize as palavras que vendem e procure utilizá-las no seu dia-a-dia. Você vai atender melhor seus clientes e fazer mais negócios. Afinal, todo mundo gosta de estar ao lado de pessoas otimistas e interessadas.

Você pratica algum destes conceitos em seu negócio? Conte pra nós!