................ ................ ................ ................

criatividade: cadê você?

por Melina Pettendorfer . Carinhas Personalizadas

Ser ou não ser criativo, uma questão de prática, talento ou inspiração divina? Como se dar melhor com a criatividade e fazer seu negócio ser notado como criativo e inovador?

{ créditos :: carinhas personalizadas, coleção de estampas 2011 }

JÁ OUVIMOS
"Não adianta, não sou uma pessoa criativa! Tenho dificuldade para criar e sofro porque da minha cabeça não brotam idéias!"

O QUE PENSAMOS
A criatividade é uma questão mais prática do que se pensa. De fato, ser criativo não tem nada a ver com luz divina, sorte ou talento: tem a ver com prática e com um treinamento diário. Sem perceber, ao longo da vida, ficamos tantos anos sem estimular a nossa criatividade… esse é um triste fato! Ao estudar design encontramos muitos métodos e maneiras de estimular o nosso cérebro a pensar pelo avesso, a treinar nosso olhar para o diferente e, assim, a inovar. E não tem mistério algum nisso porque tratam-se de exercícios, basta começar. Vamos acabar então de uma vez por todas com o hábito de procurar por ideias prontas em sites de concorrentes, em bancos de imagens ou mesmo no Google? Bora aprender a pensar fora da caixa para variar?

DICAS:

1. OLHANDO EM VOLTA
Caderninho na mão (ok, celular que tira foto também vale) e não deixe passar nada que se descortina em frente ao seus olhos! Não viu nada de interessante? Você que pensa… o padrão na roupa de alguém que cruzou a esquina, a textura de uma folha, um desenho no muro… coloque na sua bagagem visual, registre, pense, realize, analise e, em pouco tempo, você vai ver que esses elementos do seu dia-a-dia podem se tranformar em ideias interessantíssimas para o seu negócio!

2. NOVOS USOS
Você faz bolsas e não sabe mais por onde inovar? Olhe para cintos, calças, carros, bonecas! Você vai começar a exercitar os recortes, olhar de forma macro e micro, e encontrar novos usos para ideias antigas em outros suportes. Sua criatividade mal pode esperar!

3. ROTINA NÃO
A criatividade não curte o "piloto automático", aqueles momentos em que você se pega pensando: o que eu vim fazer na sala mesmo? São típicos de alguém que está operando no automático sem perceber. Pare já e mude tudo: o caminho que costuma fazer, a ordem das tarefas a cumprir, mudar os móveis da casa, que tal? Mude principalmente sua rotina em criar produtos novos, por exemplo. Você já começa sentada em frente ao computador pesquisando imagens? Pare por aí e vá visitar uma exposição de fotos, pinturas ou esculturas mais próxima de você… de lá vai sair o conceito da sua próxima coleção: um detalhe, uma palavra, um comentário que ouviu: eta combustível lindo para fazer seu cérebro fluir em ideias!

4. SUA HISTÓRIA
A sua vivência e sua história tem muitos fatos e elementos criativos, sabia? Basta colocar em coisas comuns um olhar diferente. Por exemplo, na minha infância me marcou muito o relógio de corda. Meu avô tinha três deles e, cada vez que eu ia na sua casa, ele me mostrava detalhadamente como o relógio funcionava por dentro, como limpar, como dar corda, etc. Pensando em uma coleção para Carinhas logo me veio em mente esse objeto e eu fui pesquisar outros relógios. Fiquei fascinada com seus ponteiros detalhados (mal acreditei nunca tinha reparado nos ponteiros!), encraves na madeira… e nasceu a estampa "o tempo".

5. UM POUCO DE IMPOSSÍVEL TODO DIA
Leitura obrigatória para quem quer ser mais criativo são textos de pessoas que trabalham e estudam com criatividade. Recomendo o blog todo mas especialmente esse texto sobre o impossível da Lígia Fascioni. Um baita exercício que servirá de alimento para sua criatividade.

6. LEIA, LEIA MUITO
Essas dicas são super simples e funcionam pra nós, mas não faltam leituras bacanas dentro deste fascinante tema: nosso cérebro. São artigos, outros exercícios como brainstorming, pensamento lateral, mapa mental… está meio sem ideias? Leia muito enquanto isso!

VAMOS CONVERSAR?
Você sente essa dificuldade ou a criatividade sempre flui bem para você? Se sente dificuldade, conte pra nós um pouco mais! Se flui bem para você, aceitamos mais dicas!